Sobre “Café com Torradas”

Direto da Cia Teatro de Perto:

O texto, escrito por Gero Camilo, discorre sobre o homem atual, perdido em seu próprio individualismo numa sociedade burocrática e desorganizada. A peça fala da dificuldade de nos relacionarmos com o outro, do medo de abrirmos as portas para as novas possibilidades em nossas vidas, recebermos influências e nos transformarmos com elas.

Fala da ameaça que muitas vezes o outro representa para a preservação do “nosso mundo” e da vontade de mantê-lo intocável a todo custo.

Fulano conta sua própria história, ora de forma narrativa, ora descrevendo situações que viveu, ora revivendo os acontecimentos de fato. Lança mão de todas as possibilidades para contar seu drama particular.

Uma manhã qualquer alguém bate à sua porta perturbando o conforto de seu sono. Talvez por irritação, capricho ou pelo mau humor, ele se nega a abrir a porta.  Prefere escovar os dentes, prepara seu café com torradas enquanto o visitando insiste em incomodá-lo com batidas cada vez mais agressivas. Ele não abre.

A partir daí tem início uma série de acontecimentos que mudarão o seu dia. Fulano é “juiz” e “advogado” de si mesmo perante o júri-plateia e sua sentença talvez seja a consciência dos motivos que o levaram onde está.

CAFÉ COM TORRADAS – Cia Teatro de Perto

Dia 07/12 – 20h
Oficina de Teatro da Uem

Texto: Gero Camilo

Direção e Interpretação: Marcello Airoldi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: